sábado, 24 de agosto de 2013

Depressão - A Dor da Mente e do Corpo

A depressão pode mudar a maneira alegre e sociável de ser, tornando a pessoa irritável, impaciente ou retraída. O deprimido sofre calado, pois na sua insegurança pode aceitar o comentário de que é fraco. só quem passou por uma depressão sabe quanto é sofrido querer reagir não ter forças para enfrentar algumas situações.

De acordo com a psicóloga Graça Miquelutti Camargo, a depressão é duas vezes mais frequente e precocemente diagnosticado em mulheres, em virtude de seus pensamentos ruminantes. "Os episódios não tratados geralmente se resolvem num prazo de três a seis meses. Entretanto, a recaída é frequente e algumas pessoas seguem uma evolução crônica, passando várias vezes por uma nova crise", afirma a psicóloga.

A prevalência em mulheres tem sido atribuída a uma variedade de fatores, ambientas e internos de conflito e autocensura desempenhando um grande papel neste desmoronamento da mente.

Como perceber a Depressão

De repente o indivíduo começa a se sentir mal o tempo todo, não tem vontade de ir trabalhar, não tem
nenhuma sensação de controle sobre sua vida, tem a impressão que jamais realizará algo e que a própria experiência é desinteressante. Começa a atrair a atenção de familiares e amigos, que não entendem porque você está desistindo de tudo que sempre lhe deu prazer. Os deprimidos se percebem extremamente desamparados e, na maioria das vezes, não conseguem buscar e aceitar ajuda. A psicóloga completa: "Quanto mais deprimido a pessoa fica, mais pensamentos negativos lhe ocorrem, ela acreditará mais neles e mais deprimida se tornará".

Por isso, o tratamento deve visar, não só, acelerar a recuperação do episódio atual, mas também manter as melhoras e, se possível, reduzir as probabilidades de recorrências. A meta imediata é aliviar os pensamentos negativos.

Essa preocupação tem estimulado o desenvolvimento do tratamento psicológico que são destinados a ensinar aos pacientes habilidades ativas para o enfraquecimento dos pensamentos negativos. A psicóloga Graça Miquelutti Camargo acredita que isso acontece através da revisão de sua vida, possibilitando a pensar de modo mais adaptativo criando tendência de pensamentos positivos.

"Quando o paciente procura ajuda terapêutica, uma função importante do psicólogo é a avaliação da necessidade desta ajuda, estabelecendo se há alguma situação que deva ser tratada com urgência, como por exemplo se o paciente está deprimido, deve-se avaliar a intenção suicida; se alguém se queixa das dificuldades em lidar com os filhos, as possibilidades das dificuldades devem ser exploradas", finaliza a psicóloga.

Caso queira maiores informações ou tirar dúvidas, entre em contato com a psicóloga Graça Miquelutti Camargo através do email: gracamcamargo@gmail.com.


Nenhum comentário:

Postar um comentário