quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Depressão do Final de Ano - Por que ela existe?

Sentir falta de uma pessoa, stress, mudanças na rotina, baixa autoestima, angústia e tristeza são alguns sentimentos que muitas pessoas começam a ter com a proximidade do Natal e Ano Novo. Esses são sintomas que se assemelham a um quadro depressivo - doença que altera o estado de humor da pessoa, deixando-a com um nível exagerado de tristeza.

De acordo com a psicóloga-clínica Andrea Lorena, nesta época as pessoas tendem a refazer balanços e projetos do ano e este olhar pode gerar frustrações por não terem alcançado os objetivos traçados. "É uma época onde todos se sentem obrigados a estar felizes e conviver harmoniosamente com familiares e colegas de trabalho. Também é uma época de recordar aqueles que não estão mais junto, separação, desemprego e doenças, o que pode acarretar sentimentos de solidão e tristeza", comenta Andrea.

Situações como essas levam ao exagero, como a necessidade de comprar demasiadamente, comer compulsivamente e beber excessivamente. Para Andrea, as pessoas encontram uma 'válvula de escape' nas compras, comidas e bebidas. "Alguns ainda pensam que beber faz esquecer os problemas, por isso exageram principalmente no Ano Novo, mas na verdade a bebida só piora a situação, podendo ocasionar uma depressão ainda mais grave", afirma a psicóloga.

Para lidar com essas datas, Andrea sugere preparar-se para os encontros familiares, rever de forma consciente o que eles o incomodam, ou ainda, uma autoanálise se não é a própria pessoa que está 'implicando'. A psicóloga diz que a pessoa que sofre desse transtorno deve rever suas metas e objetivos traçados, ver o que aconteceu e o que poderia ser feito melhor e fazer uma análise crítica se não foram metas exageradas. Se os sentimentos de angústia e solidão permanecerem, mesmo após as festividades, é importante buscar ajuda de um especialista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário