sexta-feira, 20 de junho de 2014

Bulimia Nervosa por atingir até 4% da população

Nove entre dez pacientes são do sexo feminino

A bulimia nervosa é um transtorno alimentar muito comum entre mulheres, atingindo desde a adolescência até a idade adulta. O transtorno está associado a outros transtornos psiquiátricos, principalmente a quadros depressivos, dependência de álcool e outras substâncias.


"O transtorno se caracteriza pelo exagero na ingestão de alimentos em curto intervalo de tempo, com sensação de perda de controle para comer, associado a frequentes comportamentos inadequados como indução de vômitos, jejum, atividade física exagerada ou uso indevido de medicações na tentativa de prevenir o ganho de peso e compensar a ingestão alimentar vigorosa", afirma a psiquiatra Ana Clara Floresi.

De acordo com a psiquiatra, para o diagnóstico da doença, os episódios de comer compulsivamente e os métodos chamados compensatórios, devem ocorrer ao menos toda semana durante três meses, e estarem associados a uma preocupação excessiva com peso e formas corporais.

O tratamento da bulimia nervosa deve ser realizado por equipe multidisciplinar que inclua ao menos profissionais das áreas de Psiquiatria, Psicologia e Nutrição. Após a avaliação de um médico psiquiatra capacitado, o uso de medicações pode ser necessário para o tratamento da impulsividade característica deste transtorno. Vale lembrar que a demora para procurar ajuda profissional pode complicar a evolução e o tratamento do paciente.



Nenhum comentário:

Postar um comentário