sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Hiperêmese Gravídica: A doença que atingiu a duquesa de Cambridge

Normalmente, mulheres podem sentir enjoos durante a gestação, além de náuseas logo pela manhã. Isso é algo normal de acontecer em pelo menos 60% das mulheres. Mas, quando vômitos e náuseas são constantes, é melhor procurar logo um médico para se consultar.

A hiperêmese gravídica tem como sintomas: náuseas e vômitos intensos que não cedem aos tratamentos simples, podendo ocasionar distúrbios metabólicos, perda de peso excessivo e desidratação. Esse problema coloca em risco a saúde da mãe e do bebê. Tal doença acomete de 5% a 10% das gestantes, sendo de 0,5% a 2% levando a sintomas graves ou aborto.


Existem vários fatores para que a hiperêmese gravídica desencadeie: histórico familiar, diabetes, distúrbios psiquiátricos preexistentes e hipertireoidismo.

Fique sempre de olho se os vômitos são constantes ou se não param ao tomar algum remédio contra náusea. Será necessário fazer a hidratação do organismo, repor os nutrientes perdidos e cortar o vômito. Para evitar problemas graves durante a gestação, deve-se incluir nas reposições vitaminas do complexo B, glicose, ferro e ácido fólico. Assim, evitará o aparecimento de anemia e problemas renais.

Geralmente, em algumas mulheres, os sintomas da hiperêmese gravídica desaparecem a partir da 12º semana de gestação. Porém, alguns tratamentos com o uso de medicamentos podem ser realizados, caso os sintomas não passem.

Consulte sempre seu obstetra e se sentir que algo está diferente, jamais deixe de comunicá-lo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário