quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Melasma: o distúrbio que incomoda

Consequência do aumento da melanina na pele, o Melasma é um distúrbio pigmentar da pele caracterizada por manchas escuras. É comum no rosto, mas pode aparecer também em outras partes do corpo. Sua característica principal é o aparecimento de manchas na pele de cor castanha e, as vezes, nos dois lados da face. Dependendo do melasma, as manchas podem sumir após o tratamento.


O melasma pode aparecer decorrente de características genéticas, alterações hormonais como gravidez, uso de anti concepcionais, sol em excesso ou luz intensa. Tal distúrbio não causa problemas internos, mas deixa marcas iguais estrias.

Existem três tipos: Melasma Superficial, Melasma Profundo e Melasma Misto, sendo esses dois últimos tratados de forma mais agressiva, pois são mais difíceis de cuidar.

Para evitar o aparecimento do melasma, evite se expor por muito tempo ao sol, use protetor solar diariamente e reaplique-o sempre que puder. Também deve-se prestar atenção aos cosméticos utilizados no rosto, pois alguns princípios ativos podem aumentar a pigmentação da pele durante a gravidez ou processos alérgicos, causando as manchas na pele.


Existe tratamento para o melasma, porém é um pouco lento. Dermatologistas especializados no melasma podem indicar o melhor tratamento para cuidar da sua pele, mas é prolongado, lento e progressivo.

Em alguns casos, as manchas podem desaparecer após o término da gestação ou processo alérgico. Produtos com hidroquinona, ácido kójico e ácido azelaico podem ajudar a melhorar a aparência, mas nunca deixe de se consultar com um especialista.


Nenhum comentário:

Postar um comentário