terça-feira, 11 de novembro de 2014

Novembro Azul: alerta para o câncer de próstata

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os brasileiros, atrás apenas do câncer de pele não melanoma, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Sabe-se que um em cada seis homens terá câncer de próstata e que um em cada 34 homens, morrerá em decorrência da doença. A estimativa é que o Brasil tenha 68.800 casos novos em 2014, e que destes, cerca de 13.129 venham a falecer devido a este câncer.


Estamos em pleno Novembro Azul e é hora de falar sobre o combate e a prevenção desta doença que tem cura, quando detectado no início. E, para se prevenir, todos os homens da faixa dos 55 a 69 anos devem passar por uma consulta de rotina com um urologista. A avaliação consiste na dosagem de uma proteína no sangue chamada PSA, associada ao exame físico com toque retal. O paciente que apresentar níveis altos de PSA no sangue ou tiver um exame de toque retal suspeito deve prosseguir na investigação e realizar um ultrassom transretal com biópsia de próstata, que pode confirmar ou afastar a suspeita deste tipo de câncer.

Se o paciente tiver fatores de risco, como antecedente de familiares portando a doença e obesidade mórbida, não pode esperar muito: deve realizar a avaliação de rotina a partir dos 40 anos. Dificuldade para urinar e sangue na urina são também sintomas de alerta aos quais os homens devem estar atentos.


Alimentação Saudável como Prevenção

Segundo o Dr. Flávio Iizuka, urologista do Hospital Leforte (www.leforte.com.br), deve-se buscar uma dieta saudável, com alimentos pouco gordurosos, principalmente origem animal, e rica em frutas, legumes e verduras. Esse hábito diminui os riscos para inúmeras doenças, inclusive do câncer de próstata. Algumas substâncias têm sido apontadas como responsáveis por esse fator de proteção. Os estudos com Vitamina E, Vitamina D, Selênio e Licopeno (esse último presente nos tomates) na sua forma natural ou como suplementação dietética são os mais consistentes em demonstrar essa associação.

Estão listados abaixo os mais fortes candidatos a ingredientes de uma dieta saudável, especialmente formulada para prevenção do câncer de próstata:

Licopeno: presente em leguminosas bem conhecidas como tomate, cenoura e em frutas como o mamão, melancia e goiaba. O licopeno, segundo estudos realizados na Universidade de Harvard, pode diminuir em até 35% os riscos do câncer de próstata.

Selênio e Vitamina E: foram estudados pelo Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, Nova York, e constatou-se que em não fumantes têm um efeito protetor na dose de 200mg/dia de selênio e 800mg/dia de Vitamina E, como suplementação. Encontramos Vitamina E em nozes, sementes, clara de ovo e óleos; o Selênio na castanha-do-pará, noz-pecã, frutos do mar, aves, carnes vermelhas e grãos. Sugere-se, portanto que se faça uso de Vitamina E e Selênio ingerindo alimentos naturais, pois os estudos sobre a possibilidade de prevenção pela suplementação não foram confirmados.

Soja: rica em isoflavonóides, exerce efeitos protetores, são fito-estrógenos, que possuem semelhança estrutural com os estrógenos endógenos e apresentam atividades estrogênicas e anti-estrogênicas. O uso prolongado, desde a infância, pode ser mais eficiente. Estudos estão em andamento para avaliação efetiva dos benefícios da soja.

Verduras: sabe-se que os homens que consomem mais crucíferas, tais como brócolis, couve-flor e espinafre estão menos pré-dispostos ao câncer de próstata.

Chá Verde: rico em polifenóis, o chá verde é importante para prevenir e evitar a recidiva do câncer de próstata.



Ter uma alimentação saudável ajuda na prevenção desta e outras doenças. Contudo, não hesite em procurar um especialista em caso de dúvidas ou se surgirem alguns dos sintomas do câncer de próstata.

Nenhum comentário:

Postar um comentário