segunda-feira, 13 de abril de 2015

Fotoeyes: Combinação de lasers no combate às olheiras

Resultantes de noites mal dormidas, alergias, excesso de sol, envelhecimento ou hereditariedade, as olheiras, conhecidas cientificamente com o nome de hiperpigmentação periorbital, são caracterizadas pelo escurecimento e inchaço da pálpebra inferior, causados pela concentração anormal de vasos sanguíneos ou de melanina nesta área abaixo dos olhos.


De difícil tratamento, a diferença de tonalidade entre a pálpebra superior e inferior pode ser tratada com o Fotoeyes, tratamento que combina lasers da plataforma Fotona. “O Nd Yag é aplicado em três tipos de pulso: o FRAC (ultracurto) atua sobre os pigmentos melânicos; o normal age sobre a área vascular; e o pulso longo estimula a retração de fibras musculares e a elevação das bochechas, o que diminui a largura das olheiras”, explica o dermatologista Aldo Toschi, de São Paulo. Para este tipo de tratamento, o médico indica para pacientes mais jovens.

Para as pessoas mais maduras, além do Nd Yag, o especialista recomenda a associação do Erbyum Smooth Pulse ou fracionado. “O Erbyum Smooth pulse age de modo subablativo, retraindo a pele e melhorando a espessura da derme, o que dá firmeza às pálpebras mais flácidas”, afirma Aldo Toschi. “O fato é que não há padrão, pois o tratamento é muito individualizado, varia de acordo com o caso”, diz.


O Fotoeyes é indicado para todos os tipos de olheiras, independentemente da causa ou aspecto, e o tratamento, que dura em média de três a seis sessões, não tem restrição de idade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário