terça-feira, 19 de maio de 2015

Silicone e amamentação dá certo?


Essa é uma dúvida que ronda a cabeça das mulheres turbinadas e também daquelas que pensam em colocar implantes de silicone: tenho próteses nas mamas, ainda assim posso amamentar? Sim! O cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Dr. André Colaneri, responde às principais dúvidas quando o assunto é silicone e amamentação:

1- A presença de próteses altera a quantidade de leite produzido? E a qualidade?
Não, pois a prótese quando colocada não interfere nas glândulas mamárias. Independente do plano de colocação (subglandular, submuscular, subfascial ou duplo plano) não interfere.

2- O bebê pode rejeitar a mama devido à textura diferente?
Não. A mama com prótese pode ter uma consistência mais firme, porém a textura e o cheiro é o mesmo. O bebê também vai conhecer a mama já aumentada e para ele esse será o padrão normal.

3- O silicone pode vazar durante a amamentação?
Não. As próteses são resistentes e passam por rigoroso teste de qualidade. A amamentação não exerce nenhuma pressão ou trauma sobre a prótese.

4- O período de amamentação de uma mulher com próteses é o mesmo de uma que não passou pela cirurgia?
O tempo possível de amamentação de uma mulher com ou sem próteses é igual.

5- As próteses agravam a flacidez após o período?
A flacidez pós-amamentação é quase inevitável, pois as mamas aumentam de volume com o leite produzido e depois diminuem, o que faz com que a mama laceie mesmo sem ter prótese. A prótese abaixo da glândula, por não ter nenhuma sustentação, pode levar à maior queda, se comparada à abaixo do músculo.

6- O leite pode empedrar por causa das próteses?
O leite fica "empedrado" quando a mama não é totalmente esvaziado durante a mamada. Portanto, as próteses não tem nenhuma relação com a situação.

7- Os implantes podem fazer os mamilos racharem?
Não. Na verdade, o que pode causar danos às mamas é a "pega" incorreta (maneira de posicionar o bebê na hora de amamentar), além do ressecamento das aréolas. 

8- Os implantes causam dor à mulher durante a amamentação?
A dor durante a amamentação também está relacionada, muitas vezes, à pega. A presença de próteses não aumenta ou diminui as dores.

9- O uso de bombas de sucção de leite pode "estourar" as próteses?
Não, as bombas não interferem nos implantes, mas o uso desses produtos deve ter sempre orientação médica.

10- É possível colocar implantes durante o período de amamentação?
Não, pois as mamas ficam inchadas com o volume extra. É necessário aguardar três meses para realizar a cirurgia, para que as mamas voltem ao tamanho natural e o leite seque.

Para cada tipo de mama, de biotipo e perfil psicológico há uma prótese ideal. Logo, a prótese indicada para uma paciente pode não ser indicada para sua amiga, mesmo que semelhante. Para maior segurança sempre procure um especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e opere em ambiente hospitalar.


Sobre o Dr. André Colaneri

O cirurgião plástico é especialista e membro pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e responsável pelo serviço de Cirurgia Plástica e Estética da Clínica Colaneri. O especialista fala sobre diferentes assuntos dentro da cirurgia plástica, como cirurgia íntima (ninfoplastia; monte de vênus; correção dos grandes lábios), próteses em geral (mama, panturrilha, glúteo etc), lifting, lipoaspiração, lipoescultura, lipo-abdominoplastia, reconstrução de mama, rinoplastia, blefaroplastia, mentoplastia etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário