segunda-feira, 1 de junho de 2015

Dia Mundial Sem Tabaco: aproveite a data para largar o cigarro!

Enfisema pulmonar, problemas cardiovasculares e inúmeros tipos de câncer. A fumaça do cigarro tem mais de 4.700 componentes tóxicos como o monóxido de carbono (mesmo gás venenoso que sai do escapamento de automóveis) e a nicotina (droga psicoativa responsável pela dependência física) que causam infertilidade, halitose e envelhecimento precoce da pele. Em gestantes, o cigarro é responsável por abortos múltiplos e episódios de hemorragia, além de problemas na placenta e nascimentos prematuros. Está relacionado ainda a uma taxa elevada de morte fetal e de recém-nascidos.

No Dia Mundial sem Tabaco, celebrado em 31 de maio, a pneumologista Tania Pereira Ignácio, do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, alerta para os riscos da dependência do cigarro e lembra que atualmente existem medicamentos que contribuem para minimizar os sintomas da síndrome de abstinência da nicotina que ajudam quem deseja se libertar do fumo.

Grande parte das pessoas que param de fumar apresenta sintomas de ansiedade, dificuldade de concentração, irritação e dores de cabeça. O nível do desconforto varia de pessoa a pessoa, mas passa com o tempo, em torno de 30 dias.

É importante ter cuidado com a alimentação nesse período, já que muitos tendem a ganhar peso ao parar de fumar. O ideal é aproveitar esse momento de mudança para adotar hábitos de vida mais saudáveis, como alimentação equilibrada e atividades físicas. “Esquemas terapêuticos podem ser adotados isoladamente ou em combinação de acordo com cada caso. No entanto, antes de adotar qualquer medida, é recomendável acompanhamento médico”, diz.


Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos

Localizado ao lado do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos atua em mais de 50 especialidades e conta com cerca de 1.400 médicos. Realiza aproximadamente 12 mil procedimentos cirúrgicos, 13 mil internações, 230 mil consultas ambulatoriais, 145 mil atendimentos de Pronto-Socorro e 1,45 milhão de exames por ano. Dentre os selos e certificações obtidos pela instituição, destaca-se a Acreditação Hospitalar Nível 3 - Excelência em Gestão, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e o Prêmio Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil, conquistado pelo quarto ano consecutivo em 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário